• Agrobid

2021: ano desafiador para a indústria de laticínios

Segundo Cepea, as margens das indústrias foram espremidas pelos preços elevados da matéria-prima e pela perda do poder de compra do consumidor brasileiro

Pesquisas ainda em andamento indicam desvalorizações do leite UHT e do queijo muçarela, de 1,4% e 1,8% frente a dez/21. (Foto: Unsplash)
Pesquisas ainda em andamento indicam desvalorizações do leite UHT e do queijo muçarela, de 1,4% e 1,8% frente a dez/21. (Foto: Unsplash)


A oferta limitada de leite no campo, a competição entre laticínios para assegurar a compra da matéria-prima e o enfraquecimento da demanda por lácteos marcaram a pecuária leiteira em 2021. Pesquisas realizadas pelo CEPEA, com o apoio da OCB (Organização das Cooperativas Brasileiras), indicam que as médias dos preços do leite UHT, do queijo muçarela e do leite em pó (400gr) negociados no atacado do estado de São Paulo entre janeiro e dezembro de 2021 fecharam em R$ 3,43/litro, R$ 26,28/kg e R$ 24,80/ kg, respectivamente, 0,6%, 0,4% e 7% acima das médias de 2020, em termos reais (deflacionados pelo IPCA de dez/21).


Neste cenário, as margens das indústrias foram espremidas pelos preços elevados da matéria-prima e pela perda do poder de compra do consumidor brasileiro, visto que as cotações do leite longa vida e da muçarela apresentaram ligeiro aumento de 2020 para 2021.


Em dezembro/21, os preços do leite UHT, do queijo muçarela e do leite em pó tiveram médias de R$ 3,19/litro, R$ 24,53/kg e R$ 23,81/kg, recuos de 10,5%, 14,3% e 5,1% frente ao registrado em dezembro/20, em valores reais. Comparado ao mês anterior, o leite longa vida e o leite em pó se valorizaram 1,1% e 0,8%, respectivamente, enquanto para a muçarela, as cotações caíram 5,7%, na mesma comparação.


De acordo com colaboradores consultados pelo Cepea, apesar da tendência de queda no preço da matéria-prima, as indústrias tiveram dificuldades em assegurar uma boa liquidez, o que resultou no aumento dos estoques e em reajustes nos preços dos derivados lácteos.


Janeiro – Pesquisas ainda em andamento indicam desvalorizações do leite UHT e do queijo muçarela, de 1,4% e 1,8% frente a dez/21, com médias parciais (1º - 14 de janeiro) de R$ 3,14/litro e de R$ 24,09/kg, respectivamente. Já o preço do leite em pó subiu 2,3%, para a média parcial de R$ 24,35/kg. Segundo colaboradores, os valores do leite UHT e do queijo muçarela foram pressionados pelo aumento dos estoques e pela demanda enfraquecida por lácteos.


Produtor(a) rural, confira as opções de tratores disponíveis no Superbid Marketplace:



1/105