• Agrobid

Abelhas: tecnologia contribui para preservação de polinizadores

Espécies ganham importância ainda maior favorecendo aumento da produtividade agrícola

Foto: Unsplash

No Brasil, existem cerca de 3 mil espécies de abelhas, das quais 1,5 mil são as chamadas solitárias, ou seja, não vivem em colônias. Essas espécies são de extrema importância para o meio ambiente. De acordo com dados do Ministério do Meio Ambiente, cada abelha visita cerca de seis mil flores por dia, fator determinante para a polinização de milhares de plantas, inclusive alimentícias. Além de auxiliar na disseminação das plantas, garantem a variação genética importante para o desenvolvimento das espécies e produzem mel. No 3 de outubro é comemorado o Dia da Abelha.


Das 191 culturas agrícolas utilizadas para a produção de alimentos no País, que se tem conhecimento sobre o processo de polinização, 114 (60%) são visitadas por polinizadores. E para 76% (69) das culturas agrícolas, a ação de polinizadores aumenta a quantidade e/ou a qualidade da produção. Nesse grupo, as abelhas representam 66% das espécies do Brasil. O País abriga uma grande riqueza de seres que proveem a polinização. O rol de visitantes das culturas agrícolas supera 600 nomes, dos quais cerca de 250 têm potencial de polinizador – e estima-se que este número seja maior.


O último grande estudo sobre a atividade específica dos agentes polinizadores – abelhas, besouros, borboletas, mariposas, aves, vespas, moscas, morcegos e percevejos, entre outros tanto, foi realizado Plataforma Brasileira de Biodiversidade e Serviços Ecossistêmicos (BPBES) e a Rede Brasileira de Interações Planta-Polinizador (Rebipp), em 2018, apontou o valor econômico do serviço ecossistêmico de polinização para a produção de alimentos no Brasil, ou seja, o quanto os produtores deixaram de gastar devido ao serviço prestado pelos polinizadores, foi estimado à época em R$ 43 bilhões.


Preservação dos agentes polinizadores

As estratégias de mitigação do impacto negativo aos polinizadores envolvem conhecimento das áreas a serem tratadas, cuidados ao seguir rótulo e bula dos defensivos, cumprimento dos requisitos das instruções normativas e das boas práticas agrícolas e comunicação direta com os possíveis criadores de abelhas e outros polinizadores.


“Para preservar os agentes polinizadores bióticos (abelhas, morcegos, borboletas, mariposas etc.) devemos conciliar as práticas de produção agrícola com a preservação de habitats naturais ou criar ambientes que podem ser usados como habitats por esses indivíduos Existindo moradia (habitats) e alimento para os polinizadores as chances são gigantes de termos um equilíbrio entre produção agrícola e preservação do meio ambiente”, esclarece Leonardo Luvezuti, head de negócios da Perfect Flight. A Perfect Flight, a primeira e mais completa plataforma de gestão e rastreabilidade de pulverização aérea do mundo.


É fundamental para agricultores e apicultores a realização de manejo eficiente, tanto para aumentar a produção no campo quanto para proteger a biodiversidade. Para conseguir acompanhar todas as atividades no campo, as AgTechs são grandes aliadas, uma vez que, em muitos casos, apenas a tecnologia consegue dimensionar o trabalho do homem nas propriedades rurais.


Tecnologia a favor dos polinizadores

Também é aliado na etapa de segurança dos polinizadores o uso de ferramentas tecnológicas e informações precisas. Hoje, por exemplo, através da plataforma de gestão e monitoramento da pulverização aérea da Perfect Flight é possível melhorar a assertividade para os produtores, impedindo que os defensivos atinjam espaços indesejados como os habitats dos polinizadores. Os sistemas são abastecidos com base de dados e oferecem a possibilidade de definir rotas e estabelecer planos de voo para impedir danos ambientais.


"A plataforma aponta com detalhes e nitidez as áreas de restrição perto da área do produtor onde será feita a aplicação, facilitando para o piloto no momento de planejar sua rota e fazer seu voo. Após o voo a plataforma gera relatórios sustentáveis que permitem que áreas de restrição sejam preservadas como habitações ou cidades, criações no campo, culturas vizinhas, colmeias de abelhas ou criações de bicho da seda, rios, lagos ou minas”, pontua Luvezuti.


A agtech possui ainda um sistema de cadastro gratuito para proprietários de colmeias e outras criações cadastrarem, de forma anônima, as áreas geográficas que devem ser preservadas de pulverizações aéreas.


Além do próprio sistema da startup contribuir para a preservação dos polinizadores, a Perfect Flight também desenvolveu anteriormente, em parceria com a Bayer, um projeto de “hotéis de abelhas”. O programa consistiu em criar estabelecimentos, espécies de hotéis para abrigar abelhas, sediados nas propriedades rurais, promovendo o cultivo e a sobrevivência dos insetos. A prática já é comum nos EUA e Europa, com a criação de espaços exclusivos para que diferentes espécies nativas possam construir suas colmeias, favorecendo a permanência e reprodução.


“As maneiras para preservação são inúmeras, mas a gestão e monitoramento da pulverização aérea, por exemplo, reduzem a aplicação indevida de defensivos agrícola que consequentemente preserva agentes polinizadores que habitam a área de produção. A preservação de matas ciliares no entorno de cultivos favorece a permanência desses organismos na área. Ou até mesmo a criação de novos habitats, como os hotéis, podem garantir essa preservação”, finaliza Luvezuti.


Sobre a Perfect Flight

A Perfect Flight é a primeira e mais completa plataforma de gestão e rastreabilidade de pulverização aérea do mundo. Com escritório em São João da Boa Vista (SP), no Brasil, a Agtech presta serviços de monitoramento de aplicações de insumos agrícolas por meio de plataforma digital e aplicativo mobile que geram eficiência na gestão da produção agrícola e garantem maior assertividade e lucratividade de forma sustentável.


Com alta tecnologia, segurança de dados e precisão, por meio de mapas e índices, os sistemas da empresa estão presentes em mais de 100 cidades dos principais estados agrícolas do Brasil, além da América Latina e possui um escritório nos EUA. Tudo isso para que a Perfect Flight torne a produção agrícola mais eficiente, rentável, sustentável, contribuindo para a preservação do meio ambiente, segurança alimentar e das comunidades rurais.


Fundada pelos empresários e produtores rurais Kriss Corso e Josué Corso, a Perfect Flight tem como sócios o empresário Pedro Buonamici e o advogado Gilberto Theodoro.

Mais informações no site: perfectflight.com.br


Pensando em investir em máquinas e implementos agrícolas? Confira as opções disponíveis no Agrobid Marketplace!



1/105