• Agrobid

Altas temperaturas prejudicam lavouras no país

Uruguaiana, no Rio Grande do Sul, registrou o recorde de temperatura de 41,1ºC

Cidades registraram sensação térmica de 50ºC. (Foto: Unsplash)
Cidades registraram sensação térmica de 50ºC. (Foto: Unsplash)

O registro de altas temperaturas está marcando este início de ano no Brasil. Cidades como Uruguaiana e Quaraí, no Rio Grande do Sul, chegaram a registrar altas de 40ºC, com uma sensação térmica de 50ºC.


Segundo o agrometeorologista da Rural Clima, Alexandre Nascimento, a grande causa disso é um sistema de alta pressão que ganhou força sobre o Nordeste, sobre o Sudeste e sobre parte do Centro-Oeste e Sul e está bloqueando a passagem das frentes frias pelo Brasil.


Mesmo com um bom início de safra, as péssimas condições climáticas na região Sul devem diminuir a estimativa da produção de soja. Produtores do oeste do Paraná relatam perdas de 80% e até 90% das lavouras.


O Deral (Departamento de Economia Rural), da Secretaria de Estado da Agricultura e do Abastecimento do Paraná, divulgou nesta quarta-feira (19) o Prognóstico Agropecuário. A publicação tem periodicidade semestral, com análise técnica de culturas agrícolas e atividades de pecuária desenvolvidas no Paraná.


Soja - Das lavouras ainda no campo, segundo o Deral, o percentual de plantações em boa situação subiu de 29% na semana anterior para 33% agora; a área em condição média foi de 37% para 33%, e em situação ruim se manteve em 34%. Das lavouras da oleaginosa no Paraná, 57% estão em frutificação, 19% em floração, 19% em maturação e 5% em desenvolvimento vegetativo.


Segundo a Rural Clima, as temperaturas só devem voltar ao normal nos últimos dias do mês de janeiro, quando esse sistema de alta pressão for empurrado para o oceano.


Produtor(a) rural, confira as opções de tratores disponíveis no Superbid Marketplace:


TRATOR CASE ABO 240 4X4, ANO: 2011, SÉRIE: MX40C401464
TRATOR CASE ABO 240 4X4, ANO: 2011, SÉRIE: MX40C401464

1/104