• Agrobid

Clima: confira os destaques para todas as regiões do Brasil

Excesso de chuva deve marcar primeira quinzena do mês de janeiro

Chuvas devem atingir todas as regiões do Brasil (Foto: Unsplash))
Chuvas devem atingir todas as regiões do Brasil (Foto: Unsplash)

Segundo a Rural Clima, a primeira quizena do ano de 2022 deverá ser marcada por uma grande quantidade de chuva em todas as áreas produtoras do Brasil. Confira abaixo os principais destaques para cada região:


Sul - O Rio Grande do Sul vai começar este ano diferente de como terminou o último, desde ontem o estado já registra chuvas em vários pontos do seu território. Além disso, Santa Catarina e Paraná também tiveram chuvas nesta manhã de segunda-feira(03) devido ao avanço de uma frente fria. Segundo a Rural Clima, para esta semana há possibilidades de chuvas, principalmente, na quarta-feira(05), serão mais generalizadas ao estado gaúcho e, também, sobre Santa Catarina e Paraná, onde a estiagem já atingiu drasticamente as lavouras de soja e milho.


Sudeste - A região será marcada por chuvas nestas primeiras semanas. São Paulo, Minas Gerais, Rio de Janeiro e Espírito Santo deverão ter uma semana úmida em quase todas as suas áreas produtoras. Isso porque uma frente fria que avança sobre o Sul do Brasil irá se posicionar sobre a região Sudeste levando chuvas generalizadas a todas as áreas produtoras da região. Condições bem favoráveis de desenvolvimento das flores tanto de grãos quanto soja, milho, café, cana de açúcar, laranja, hortaliças entre todas as outras produzidas aqui na região Sudeste serão beneficiadas por essas chuvas regulares agora na primeira semana de janeiro.


Centro-oeste - A tendência desta segunda-feira ou dessa primeira semana de janeiro é de chuvas regulares e até mesmo em altos volumes,sobre os estados de Mato Grosso, Goiás e, principalmente, Mato Grosso do Sul.


Nordeste - A tendência para a primeira semana do ano para o Nordeste e também MATOPIBA é de chuva. Oeste da Bahia, Tocantins, Piauí e Maranhão como também todo sul e leste do Pará. Isso pode trazer consequências para o plantio do algodão, pois muitos produtores podem ter dificuldade em terminá-lo. Para o interior do Nordeste a tendência é de pouca chuva, mesmo com uma condição ainda de La Niña, nada que possa trazer grandes preocupações.


Norte - As chuvas fortes também serão registradas em Rondônia e no Pará nesta primeira quinzena de janeiro. Os produtores devem ficar atentos, pois elas devem dificultar o trato das culturas nas lavouras.


Parceria - Os dados sobre as chuvas atuais foram enviados pela equipe da Rural Clima, empresa parceira de conteúdo do Agrobid, especializada em consultoria agrometeorológica e previsão do tempo, com mais de 11 anos no mercado.



Agricultor(a), confira as opções de máquinas agrícolas disponíveis no Superbid Marketplace:




1/105