• Agrobid

Comercialização de máquinas agrícolas deve crescer 17,7% em 2022

Updated: Sep 29

Estimativa foi levantada pelo Departamento Técnico do Sistema Famasul com dados da Fenabrave


Uma projeção levantada pelo Departamento Técnico do Sistema Famasul com dados da Fenabrave (Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores) destacou que a estimativa para a quantidade de tratores e máquinas agrícolas comercializadas no Brasil até o final de 2022 será de 68,8 mil unidades, aumento de 17,74% em comparação com os veículos vendidos no ano anterior.


De acordo com a consultora de economia, Eliamar Oliveira, o produtor conta com o crédito rural para a compra de máquinas e equipamentos agrícolas. “O agronegócio continua apresentando bons resultados e isso irá estimular o investimento nesse segmento”, destaca.


Na safra 2021/2022, os produtores de Mato Grosso do Sul investiram R$ 2,78 milhões em máquinas, equipamentos, materiais e utensílios com recursos do Plano Safra. O valor foi 2,06% superior ao volume de recurso aplicado na safra anterior que totalizou R$ 2,73 milhões.


Quando o Renagro entrará em vigor?

O Registro Nacional de Tratores e Máquinas Agrícolas implementado pelo Governo Federal, que passa a vigorar a partir de outubro de 2022, será obrigatório para todos os tratores e máquinas agrícolas que transitam em via pública.


Segundo Eliamar, o cadastro desses maquinários tende a aumentar a segurança em relação a furtos, roubos e outras ocorrências envolvendo esses equipamentos. “Após o registro do bem o produtor rural recebe o documento Renagro, que serve para atestar a posse do seu maquinário, trazendo mais segurança também para as operações de compra e venda dos veículos”, afirma.


O condutor da máquina agrícola deverá estar de posse do documento Renagro, físico ou digital, sempre que o veículo circular em via pública. O documento é gratuito e será aceito em todo o território nacional.


Além disso, o registro será obrigatório somente para os aparelhos ou equipamentos produzidos a partir de 1º de janeiro de 2016 (facultativo para fabricados anteriores a esta data), O registro será por meio do ID Agro Máquinas, plataforma desenvolvida pelo Instituto CNA em parceria com o Mapa (Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento), que passa a ser responsável pela regulamentação do documento.


Fonte: Assessoria de Comunicação do Sistema Famasul


Pensando em investir em máquinas e implementos agrícolas? Confira as opções disponíveis no Agrobid Marketplace!



1/105