• Agrobid

Como as novas tecnologias estão transformando o agro

Automação e robótica, tecnologia na pecuária, práticas modernas de estufa, inteligência artificial e blockchain


A inovação é a palavra chave da agricultura moderna. A indústria como um todo está enfrentando enormes desafios, desde o aumento dos custos de suprimentos, a escassez de mão de obra e mudanças nas preferências dos consumidores por transparência e sustentabilidade. Há um crescente reconhecimento por parte das corporações agrícolas de que são necessárias soluções para esses desafios. Nos últimos 10 anos, a tecnologia agrícola teve um enorme crescimento no investimento, com US$ 6,7 bilhões investidos nos últimos 5 anos e US$ 1,9 bilhão somente no último ano. As principais inovações tecnológicas no espaço se concentraram em áreas como agricultura vertical interna, automação e robótica, tecnologia na pecuária, práticas modernas de estufa, agricultura de precisão e inteligência artificial e blockchain.


Agricultura Vertical

A agricultura vertical pode aumentar o rendimento das colheitas, superar a área limitada de terra e até reduzir o impacto da agricultura no meio ambiente, reduzindo a distância percorrida na cadeia de suprimentos.Ela pode ser definida como a prática de cultivar produtos empilhados uns sobre os outros em um ambiente fechado e controlado. Ao usar prateleiras de cultivo montadas verticalmente, reduz significativamente a quantidade de espaço de terra necessário para cultivar plantas em comparação com os métodos agrícolas tradicionais. Esse tipo de cultivo é frequentemente associado à agricultura urbana e urbana devido à sua capacidade de prosperar em espaço limitado. As fazendas verticais são únicas porque algumas configurações não exigem solo para as plantas crescerem. A maioria é hidropônica, onde os vegetais são cultivados em uma tigela de água rica em nutrientes, ou aeropônica, onde as raízes das plantas são sistematicamente pulverizadas com água e nutrientes. Em vez da luz solar natural, são usadas luzes artificiais de cultivo.


O uso reduzido de água e energia otimiza a conservação de energia – fazendas verticais usam até 70% menos água do que fazendas tradicionais. A mão de obra também é bastante reduzida usando robôs para lidar com colheita, plantio e logística, resolvendo o desafio que as fazendas enfrentam com a atual escassez de mão de obra no setor agrícola.


Automação Agrícola

A automação agrícola, muitas vezes associada à “agricultura inteligente”, é uma tecnologia que torna as fazendas mais eficientes e automatiza o ciclo de produção agrícola ou pecuária. Um número crescente de empresas está trabalhando em inovação robótica para desenvolver drones, tratores autônomos, colheitadeiras robóticas, rega automática e robôs de semeadura. Embora essas tecnologias sejam relativamente novas, a indústria tem visto um número crescente de empresas agrícolas tradicionais adotarem a automação agrícola em seus processos.


Novos avanços em tecnologias, que vão desde robótica e drones até software de visão computacional, transformaram completamente a agricultura moderna. O objetivo principal da tecnologia de automação de fazendas é cobrir tarefas mais fáceis e mundanas. Algumas das principais tecnologias que são mais comumente utilizadas pelas fazendas incluem: automação de colheita, tratores autônomos, semeadura e capina e drones.



Tecnologia de Pecuária

A gestão da pecuária tem sido tradicionalmente conhecida como a gestão dos negócios de granjas avícolas, fazendas leiteiras, fazendas de gado ou outros agronegócios relacionados à pecuária. Os pecuaristas devem manter registros financeiros precisos, supervisionar os trabalhadores e garantir o cuidado e a alimentação adequados dos animais. No entanto, tendências recentes provaram que a tecnologia está revolucionando o mundo da gestão pecuária. Novos desenvolvimentos nos últimos 8 a 10 anos trouxeram grandes melhorias para o setor, tornando o rastreamento e o gerenciamento de gado muito mais fácil e orientado por dados. Esta tecnologia pode vir na forma de tecnologias nutricionais, genética,


A tecnologia pecuária pode aumentar ou melhorar a capacidade de produtividade, bem-estar ou manejo de animais e gado. O conceito de 'vaca conectada' é o resultado de cada vez mais rebanhos leiteiros serem equipados com sensores para monitorar a saúde e aumentar a produtividade. Colocar sensores individuais no gado pode acompanhar a atividade diária e os problemas relacionados à saúde, ao mesmo tempo em que fornece informações baseadas em dados para todo o rebanho. Todos esses dados gerados também estão sendo transformados em insights significativos e acionáveis, onde os produtores podem olhar com rapidez e facilidade para tomar decisões de gerenciamento rápidas.


Blockchain

A capacidade do Blockchain de rastrear registros de propriedade e resistência à adulteração pode ser usada para resolver problemas urgentes, como fraude de alimentos, recalls de segurança, ineficiência da cadeia de suprimentos e rastreabilidade de alimentos no sistema alimentar atual. A estrutura descentralizada exclusiva do Blockchain garante produtos e práticas verificados para criar um mercado para produtos premium com transparência.


A rastreabilidade de alimentos tem estado no centro das recentes discussões sobre segurança alimentar, particularmente com os novos avanços nas aplicações de blockchain. Devido à natureza dos alimentos perecíveis, a indústria de alimentos como um todo é extremamente vulnerável a cometer erros que acabam afetando vidas humanas. Quando as doenças transmitidas por alimentos ameaçam a saúde pública, o primeiro passo para a análise da causa raiz é rastrear a fonte de contaminação e não há tolerância à incerteza.



Produtor(a) rural, você já conhece o Agrobid Marketplace? Clique aqui e confira as opções de maquinário agrícola disponíveis


1/57