• Agrobid

Conheça a história da raça Montana no Brasil

Raça desenvolvida na década de 90 ganha espaço na pecuária nacional


Foto: Divulgação JP Agronegócios

A história da raça Montana começa no ano de 1993, quando um grupo formado pela Agropecuária CFM, Montana da Barra, Estância da Gruta e o Grupo Hélio Coelho (atual Cálida Genética), em parceria com a Clay Center, promove um estudo com um importante centro de pesquisas americano, localizado em Nebraska. O objetivo do estudo era desenvolver uma nova raça bovina no Brasil, que produzisse carne de qualidade e em ambiente tropical.


Pesquisa - O trabalho foi fundamentado em anos de pesquisa desenvolvida por alguns dos melhores geneticistas do mundo. A ideia era produzir uma raça que se adaptasse às condições climáticas do país e com uma qualidade superior.


Pioneirismo - O trabalho iniciado em 1993 na cidade de São José do Rio Preto, interior paulista, apresenta os primeiros resultados no ano seguinte com um tricross, fruto de várias fontes usadas no estudo, como Nelore e raças britânicas. Portanto, como enfatiza a zootecnista e superintendente técnica da Associação Internacional dos Criadores de Montana, Gabriela Giacomini, o Montana é brasileiro!


Autonomia - Em 2003, encerra-se a parceria com os americanos e cinco anos depois um grupo formado por 16 criadores assume, integralmente, as rédeas do negócio. Em 2020, foi fundada a Associação Internacional dos Criadores de Montana. Atualmente, o rebanho está presente no Uruguai, Paraguai e aqui no Brasil, conforme o mapa a seguir:



Fonte: Montana Composto Tropical

Oportunidade - E para quem quiser fazer bons negócios com a raça Montana, confira as opções disponíveis da raça no Superbid Marketplace, na loja da JP Agronegócios.









1/93