• Agrobid

Em alta, custos seguem pressionando atividade leiteira

A instabilidade mundial fez os preços internacionais dos grãos se elevarem neste ano
Imagem via Unsplash
Imagem via Unsplash

O Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea) divulgou o seu boletim mensal da atividade leiteira. De acordo com a publicação, o Custo Operacional Efetivo (COE) da pecuária leiteira registrou novo avanço na “Média Brasil”. Neste ano, os custos de produção já acumulam alta de 2,39%, contexto que segue pressionando a margem da atividade leiteira no país.


Suplementos e fosfatos

Dentre os estados acompanhados pelo Cepea, os maiores incrementos nos custos foram registrados em São Paulo, com 3,42%, e no Rio Grande do Sul com 2,39%.

Para os suplementos minerais, que podem representar até 4% dos custos de produção das propriedades leiteiras, os aumentos sucessivos nos preços dos fretes e dos fosfatos continuam sendo os responsáveis pelos reajustes nas cotações do insumo nas casas agropecuárias. Nos estados pesquisados, a Bahia apresentou maior valorização da suplementação mineral, com alta de 8,65%, seguido por Santa Catarina, com elevação de 5,53%, e pelo Paraná, com aumento de 2,13%.


Fertilizantes

Os adubos e corretivos tiveram valorização de 1,34% em fevereiro na “Média Brasil”, destaque para as bacias leiteiras dos estados do Rio Grande do Sul e Santa Catarina, onde os ajustes foram de expressivos 11,62% e 9,82%, respectivamente. A alta generalizada dos fertilizantes é resultado da contínua restrição de oferta das matérias-primas essenciais (como potássio, fosfato e ureia). Após o início da invasão militar russa na Ucrânia e as severas restrições econômicas impostas à Rússia, parte dos colaboradores suspendeu suas listas de preços para esses insumos.


Para os concentrados, a alta observada na “Média Brasil” foi de 0,87% em fevereiro, impulsionada sobretudo pelo movimento observado em São Paulo. A instabilidade mundial, devido ao recente conflito, fez os preços internacionais dos grãos se elevarem em 2022, apesar dos avanços na colheita da safra brasileira. De janeiro para fevereiro, o valor médio da saca de soja avançou 8,5% e o do milho, 0,8%, de acordo com o Indicador ESALQ/BM&FBovespa.


Oportunidade

Pensando em investir em máquinas agrícolas? Clique aqui e confira as opções de tratores e implementos disponíveis no nosso marketplace.

1/93