• Agrobid

Maior trator do mundo faz sucesso na Expodireto

Lançamento da John Deere é estimado em R$ 3 milhões

Confraria Agrobid - YouTube
Confraria Agrobid - YouTube

Se você não conseguiu ir nesta edição da Expodireto Cotrijal, realizada na cidade de Não-Me-Toque, no Rio Grande do Sul, agora você pode conferir aqui os destaques do universo das máquinas agrícolas que foram apresentados no evento. A Confraria Agrobid recebeu o youtuber Pablo Vasconcelos, do canal Tratormec, e a jornalista Elaine Valdez, do canal Marcas e Máquinas Agro, para comentar as novidades e inovações dos maquinários. O encontro virtual contou com a mediação do jornalista Donário Almeida e você pode ver clicando aqui.


Com a liberação das medidas sanitárias, os agricultores comemoram a volta dos eventos. Pablo Vasconcelos brinca e diz que as feiras agrícolas “são o shopping dos produtores rurais” e estavam fazendo falta. “Eu estava com ‘sede’ dos eventos. O agricultor sentia falta de ir lá, ver a máquina e tocar nela. Sentar e sentir o banco, sentir como é operar aquele trator”, disse o youtuber sobre a Expodireto.


Um dos maiores tratores do mundo

Esse título vai para John Deere, que surpreendeu a todos na Expodireto trazendo o modelo 9520 RX, que pesa 25 toneladas. O trator é articulado e tem 520 cvs de potência. “É um ‘monstro’ de máquina. Está no hall das maiores máquinas do mundo e você vê o quanto a John Deere aposta no mercado brasileiro, trazendo o ápice da tecnologia. O brasileiro tem o que qualquer um na Europa tem”, disse Pablo. As esteiras do trator são do modelo quadtrack, que aumenta o poder de tração e diminui a compactação no solo. A estimativa de preço no mercado para esse trator é de cerca de R$ 3 milhões.

Trator 9520 RX, da série 9RX da John Deere
Trator 9520 RX, da série 9RX - John Deere

Pequenas propriedades

O trator 5050 da Mahindra é um modelo pequeno, com 49 cvs de potência. O motor econômico de 4 cilindros tem toque alto e baixa rotação. O trator tem uma transmissão de 12 marchas para frente e 12 para atrás, um sistema hidráulico com duas válvulas de dupla ação, com evasão de 27 litros, e capacidade de levante de 1.700 kg. Esse modelo é indicado para agricultores familiares, com pequenas propriedades. “Os agricultores familiares estão cada vez mais tecnológicos e organizados. Estão trabalhando cada vez melhor e precisam de um trator que atenda essa pequena propriedade”, disse Elaine Valdez.

Trator 5050 - Imagem via Mahindra Brasil
Trator 5050 - Mahindra Brasil

“Nós, os pequenos produtores, somos tão importantes quanto os grandes. Não muda nada. Um não funciona sem o outro”

Nova aposta da marca promete sucesso

Segundo Pablo, a Jacto já carrega credibilidade com pulverizadores, então a aposta da marca em lançar uma nova plantadeira carregada de tecnologia promete sucesso. A plantadeira Meridia 200 tem sistema a vácuo em conjunto com um dosador de sementes de precisão, e possibilita uma ótima singulação e coeficiente de variação, com 3 corpos articulados e range de 25 graus.

Plantadeira Meridia 200 - Jacto
Plantadeira Meridia 200 - Jacto

A máquina que passa em qualquer estrada

A plantadeira Usap 3200 da Tatu Marchesan tem um sistema de transporte prático, sem necessidade de desmontagem, conseguindo levar caixas de adubo e semente carregadas. Seu fechamento é eletro-hidráulico, e depois de rebatida fica com apenas 3,2 metros de largura. Sobre a possibilidade de transitar a plantadeira em qualquer estrada, Pablo Vasconcelos vê como um “presente de Deus” que auxilia na rotina do agricultor que tem lavouras em áreas arrendadas. “Antigamente, a gente tinha que ter a plantadeira e a carreta para levar ela”, lembra.

Plantadeira Usap 3200 - Tatu Marchesan
Plantadeira Usap 3200 - Tatu Marchesan

“Essas plantadeiras vieram para revolucionar o plantio no Brasil. Esse sistema articulado foi um ‘tiro bem dado’ que essas fábricas deram”

Uso de fertilizantes e insumos

Com a corrida pela compra e importação de fertilizantes, ocasionada após as sanções dirigidas contra à Rússia, a eficiência das plantadeiras gera atenção com o objetivo de depender menos dos insumos. De acordo com Pablo, o uso de adubos está ficando cada vez menos necessário nas lavouras. “Hoje em dia, o pessoal não está mais tratando a planta, mas sim o solo. Já tem muito plantio sendo feito no Brasil sem o uso de adubo, tanto que agora é opcional o uso de adubo nas plantadeiras”, explicou.


Entrega de máquinas

De acordo com Elaine Valdez, poucas montadoras conseguiram entregar as máquinas aos clientes dentro do prazo comum. Há clientes esperando a entrega há cerca de um ano. Segundo representantes do setor, esse atraso se deve à falta de insumos para produção de maquinário. Pablo Vasconcelos vê a compra de usados como uma ótima oportunidade para o agricultor, sendo um custo benefício que concilia baixo preço de mercado e otimização do tempo, com pronta-entrega. “Não é culpa das montadoras, pois é coisa que vem de fora. Mas não adianta entregar a máquina depois do plantio, então esse é o ‘trunfo’ do usado: você compra e leva”, disse.


Oportunidade

Como disse o Tratormec, você compra e leva! Está pensando em investir em máquinas agrícolas? Então clique aqui e confira as opções de tratores e implementos já disponíveis no nosso marketplace.

1/105