• Agrobid

Mais de 80% dos produtores rurais gaúchos acessam internet

Updated: Mar 17

Presidente da ABMRA analisou os impactos da comunicação no campo
Imagem via Unsplash
Imagem via Unsplash

O Agrobid realizou um “Papo de Agro” e recebeu Ricardo Nicodemos, publicitário e presidente da Associação Brasileira de Marketing Rural (ABMRA), para falar sobre os avanços no processo de comunicação no setor.


História ABMRA

A associação já atua há 70 anos atendendo o Agro. “Há 40 anos, nós éramos os grandes importadores de alimentos. Mas em um momento, uniram-se associações, entidades, institutos de pesquisa e grandes empreendedores e produtores rurais. Eles decidiram que iriam mudar esse jogo”, disse o presidente da ABMRA. E nesse período o cenário mudou totalmente, valorizando o trabalho e os reflexos para a economia do país.

Eu não tenho alimento se eu não tenho Agro”

Sul conectado

Para compreender o perfil do produtor rural brasileiro e o caminho das empresas para chegarem até ele, Nicodemos explica que é preciso entender que “há vários Brasis dentro do Brasil”, se referindo à diversidade da população, distribuída em um país com dimensões continentais e que em muitas regiões ainda enfrentam o desafio da conectividade. “São perfis muito diferentes na questão de comportamento e de acesso à internet. Mais de 80% dos produtores rurais do Rio Grande do Sul acessam a internet, seja pequeno ou grande produtor. Mas em outras regiões, onde o perfil do produtor é diferente, esse percentual cai pela metade”, analisa.


Link Jovem

A Associação Brasileira de Marketing Rural vai promover uma palestra sobre metaverso, voltada às agências de publicidade com o objetivo de analisar o uso das mídias sociais no processo de construção de marcas no setor. Como atingir o público (ou target) jovem se torna um desafio agora que questões como sucessão familiar nas propriedades e negócios voltam a ganhar destaque. “Nós estamos tentando entender as novas tecnologias para atender essa nova geração e subsidiar os nossos associados com esse conhecimento de como chegar nesse público”, afirma. Sobre a construção e fortalecimento de marcas, Ricardo acredita que a geração anterior tem uma vantagem com vínculos já construídos com as marcas, que duram anos. “Mas essa nova geração não tem esse histórico. O grande desafio das indústrias de construírem as suas marcas com esse novo público, vale o mix de comunicação”, aconselha.


Oportunidade

Pensando em investir em máquinas agrícolas? Clique aqui e confira as opções de tratores e implementos disponíveis no nosso marketplace.

1/91