• Agrobid

Quando o preço do boi gordo voltará a subir?

Volatilidade dos preços exige boa gerência e atenção ao mercado global pelos pecuaristas

Rebanho bovino no pasto em um pôr-do-sol
Preços do boi em queda preocupam os pecuaristas brasileiros | Foto: Unsplash

“É um momento desafiador para a pecuária”. É assim que Lygia Pimentel, CEO da consultoria Agrifatto, define o momento atual no setor. Os preços e o comportamento do mercado, além de dicas valiosas para o pecuarista se proteger das instabilidades internas e externas nesse momento foram tema de mais um Papo de Agro, que, além de Lygia, contou com a presença de Wilson Brochmann, pecuarista e diretor da Agropecuária Maragogipe.


Momento é de cautela para os pecuaristas

Apesar de ser um criador otimista, Wilson faz uma análise realista do atual momento da pecuária no Brasil. Além de preços com recorrentes quedas no mercado do boi nas últimas semanas, os fatores externos, como a guerra entre Rússia e Ucrânia e a instabilidade das demandas chinesas são fatores que impactam negativamente nos negócios aqui no país. “O pecuarista tem que ter cautela. Os preços estão voláteis e temos essa dependência muito forte ainda da China, precisamos pensar em abrir novos mercados”, alerta Wilson.


“O nível de risco da pecuária vem aumentando. Uma arroba de boi hoje vale quase 70% menos do que valia na década de 1990, por exemplo. Os pecuaristas têm duas frentes de desafio, uma gerencial e outra mercadológica. É aplicar as tecnologias corretas na sua propriedade e saber enfrentar a volatilidade do mercado”, enfatiza Lygia Pimentel.


Como se proteger das incertezas do mercado?

Segundo Lygia, o primeiro passo para os pecuaristas voltarem a ter um respiro nos preços e nas negociações é recuperar o mercado interno brasileiro, onde o consumo vem caindo progressivamente nos últimos meses. “A demanda interna absorve 70% da produção e é uma saída para tentar reduzir a dependência da China. O Canadá também é um mercado interessante e que podemos buscar também”, afirma.


“Para evitar tanta dor de cabeça, creio que o ideal seja o pecuarista aprender a fazer hedge. Travar os preços é uma segurança para o pecuarista nesse momento, ele tem que pensar como um agricultor”, orienta Wilson.


As estratégias essenciais para uma pecuária lucrativa

Para ter sucesso na pecuária, o criador deve saber que esse setor funciona a longo prazo. E, antes de investir em grandes ferramentas tecnológicas, é preciso pensar em um tripé básico, mas essencial. “Genética, sanidade e nutrição. Esses três são fundamentais para um pecuarista que quer ter sucesso no presente e no futuro”, destaca Lygia.


“Além disso, o manejo racional da pastagem e a adoção de alguns sistemas como o ILP (Integração Lavoura-Pecuária) é o pulo do gato, um grande diferencial para produzir pecuária em uma área pós-soja, por exemplo”, complementa Wilson Brochmann.


Pensando em investir em máquinas e implementos agrícolas? Confira as opções disponíveis no Agrobid Marketplace!


1/91