• Agrobid

Safra 2022: Janeiro será chuvoso em regiões produtoras

Updated: Nov 25, 2021

“Acende o alerta para semear a segunda safra”, diz meteorologista da Rural Clima



O clima foi um dos fatores principais para o aumento de produção na safra de 2021. Todos os Estados do Brasil estão mais adiantados em relação às colheitas do ano passado. As chuvas intercaladas ajudaram os solos das regiões produtoras e boa parte da safra já está semeada, com uma diferença não só em relação ao ano passado, mas à média dos últimos 5 anos. Durante o Webinar: Perspectivas para a Safra 2021/22, realizado pelo Agrobid, o meteorologista da Rural Clima, Alexandre Nascimento, fez uma projeção do que o agricultor pode esperar para os primeiros meses de 2022.


Escassez no RS - Há uma projeção de que a La Niña deva impactar a região sul do Brasil, onde normalmente falta chuva. O Estado do Rio Grande do Sul poderá ter uma chuva mais escassa, principalmente na região centro-sul do Estado. “Se você pegar este mês de novembro, ou os últimos 10 dias, a frequência da chuva já está começando a cair”, disse o meteorologista.


Invernadas na colheita - Já em outras regiões, como o Matopiba, a previsão é de excesso de chuvas. No Piauí, entre os dias 10 e 11 de novembro choveu mais de 100 milímetros em alguns municípios produtores, no sul do Estado. No mesmo período, produtores rurais das cidades de Sinop e Sorriso, em Mato Grosso, se queixaram da falta de chuva há alguns dias. Alexandre ainda alerta que a região centro-oeste tem grandes chances de terem invernadas na colheita, que talvez não venham afetar a região centro-sul de Mato Grosso do Sul, junto com Paraná e São Paulo. “O Brasil tem meio que uma ‘gangorra’. Quando chove muito para cima, chove menos para baixo. Então a gente tá imaginando um centro-norte muito molhado”, disse.


Alerta para safra - Várias áreas do Brasil estão experimentando uma situação climática que só é comum no final de dezembro ou em janeiro, e a tendência é que este ciclo continue. “Todas essas regiões produtoras terão mais chuva do que o normal pelo menos até o final da primeira safra. A chance é da gente ter muita chuva em janeiro e fevereiro, então acende o alerta para tirar essa safra e semear a segunda”, explica.


Produtor, confira essas oportunidades de pulverizadores no Superbid Marketplace:


1/91