• Agrobid

Saiba como a comunicação contribui com o avanço do Agro

Agrobid abordou o tema com o diretor de um dos maiores portais de notícias do Agronegócio
Foto via iStock - Banco de Imagens
Imagem via iStock

O Agrobid apresentou os desafios da comunicação no Agronegócio no “Papo de Agro”, live semanal realizada todas às terças-feiras pelo Instagram. A entrevista com Daniel Olivi, diretor do portal Notícias Agrícolas, trouxe a reflexão sobre a importância do acesso à informação no campo, durante o processo de digitalização.


Família Olivi

Daniel é filho do jornalista João Batista Olivi (fundador do Notícias Agrícolas) e, assim como o pai, também carrega admiração e atenção pelo produtor rural. “Tudo que a gente faz é em prol da produção agrícola. Sabemos que, produzindo alimento, o Brasil vai ser bom e tudo vai dar certo”, destaca.

Daniel tem formação como fotógrafo e editor de vídeo. Ele começou a trabalhar com o pai já na adolescência, na produção do Notícias Agrícolas, quando ainda era um programa de TV no final da década de 90. Em 2005, já com o noticiário migrado para a internet, Daniel passou a comandar o Notícias Agrícolas e cuidar da parte administrativa do portal. “A gente tinha essa dificuldade de conquistar anúncios, o dinheiro do mês para manter o site. Hoje, conseguimos ser um portal grande e atender essa demanda de mercado”, revela.


Notícias Agrícolas

O portal Notícias Agrícolas tem uma boa audiência consolidada, alcançando cerca de 12 milhões de acessos por mês, com permanência de 11 minutos dentro do site. Com foco no mercado agrícola, Daniel se orgulha pelo reconhecimento que o portal alcançou dentro do setor. “O produtor fica ligado o tempo inteiro conosco. A gente anda pelo Brasil todo e tem a oportunidade de conhecer alguns produtores rurais e vê que eles absorvem as nossas notícias”, relata. Atualmente, o Notícias Agrícolas conta com mais de 170 mil seguidores no Instagram e mais de 50 mil inscritos no YouTube.

“O site é importante e não vai deixar de existir, assim como a televisão não acabou com o rádio. Tem espaço para todo mundo, um nicho para cada um”

Mídias digitais

Segundo Daniel, o maior desafio está em atender a necessidade do internauta, com informações disponíveis na ferramenta que ele utiliza na internet, seja o próprio site ou as redes sociais. “O nosso foco maior é trabalhar em cima das mídias digitais. Você tem o Instagram, o YouTube, que são ferramentas que acrescentam e trazem uma nova capacidade para o produtor rural”, afirma.

Questionado sobre a disparidade entre mídias sociais e blogs/sites, Daniel acredita que o uso pessoal das redes de relacionamento dá vantagem ao formato convencional de sites. “Você está passando a sua timeline com seus interesses que se misturam mais, com os algoritmos. É diferente de acessar um site, em que você escolhe em qual página você vai acessar”, disse. Daniel ainda enfatiza sua convicção de que as mídias sociais não irão substituir os sites de notícias, mas sim agregar.


Novos formatos

Algo que surpreendeu até mesmo Daniel, que trabalha com comunicação há mais de 20 anos, foi o sucesso dos podcast’s. Eu achei que o formato de áudio não tinha muita pegada. Se você tem um produto com vídeo, por que você vai ter só áudio? Se você tem algo a acrescentar, por que vai tirar?”. Essa nova migração de acesso a conteúdo vem em contrapartida ao ritmo do Notícias Agrícolas, que até então estava trabalhando e pensando na produção de vídeos cada vez mais curtos. “Você vê os podcast’s e as lives com no mínimo 1 hora de duração. Então você tem público para todos os formatos e para todas as possibilidades”, acredita.

”A gente começou a fazer transmissões quando teve o grito do Ipiranga”

Pioneirismo em transmissões

Antes mesmo do próprio YouTube, o Notícias Agrícolas já fazia transmissões ao vivo na internet, usando o espaço para informar. A primeira transmissão foi realizada durante uma crise entre sojicultores no município de Ipiranga do Norte, em Mato Grosso. “A gente teve uma parceria legal com um amigo de Taubaté, que tinha um servidor e trouxe essa tecnologia para podermos entrar ao vivo. Então, conseguimos conectar as pontas do Brasil”, lembra.


Conectividade

Daniel aponta um problema enfrentado no setor que é o acesso à internet. Uma questão que não afeta apenas pequenos produtores rurais ou com menos recursos. “Poucos conhecem a dimensão do Brasil e a dificuldade de levar internet para todos os lugares. Tem propriedades que têm sinal de internet na sede, mas o sinal ainda não chega lá no trator”, pondera.

Todo mundo tem um smartphone. Não existe uma pessoa, um CPF que não esteja atrelado a um número de telefone, mas não necessariamente com internet. Isso tem mudado”

Sobre o uso de tecnologias, Daniel vê com entusiasmo o setor se adaptando ao uso de novas ferramentas e se atualizando. “A tecnologia é muito mais aplicada na agricultura do que em outros setores. Tudo que se tem de novidade, a agricultura absorve rapidamente”, afirma. Daniel ainda cita como exemplo o uso de drones nas lavouras. ”Com os drones, hoje você vê as pessoas brincando. Quem coloca isso na prática para ganhar dinheiro, é a agricultura”, disse.


Soja

O conteúdo que mais se destaca no Notícias Agrícolas é sobre a soja. “É a commodity que gera mais dinheiro, com produtores que têm mais dinheiro. O produtor de soja não pode apenas produzir, comprar insumos e torcer para chover. Ele tem que ficar ligado nas cotações a cada minuto para poder fazer o melhor negócio possível”, destaca.

“Eu sou fã dos agricultores. O cara coloca muito dinheiro debaixo da terra e não sabe o que vai sair dali. Ele dorme, bota a cabeça no travesseiro e fala que vai dar certo”

Oportunidade

Pensando em investir em máquinas agrícolas? Clique aqui e confira as opções de tratores e implementos disponíveis no nosso marketplace.


1/91